Desafios e conquistas do Programa de Excelência dos PoPs

  • Enviado em: 10 March 2015

Dar o primeiro passo em um novo projeto é sempre um desafio. E a coordenação do Programa de Excelência dos PoPs viveu isso todos os dias de 2014. Diversos objetivos previstos para o ano passado foram alcançados, entre eles o reforço no relacionamento, estabelecimento de metas a serem cumpridas pelos Pontos de Presença e ações de conectividade.

Uma das metas era fazer com que os Pontos de Presença (PoPs) começassem a se perceber como integrantes da RNP. Para isso, a coordenação do programa visitou praticamente todos os Pontos de Presença em 2014, participou de todos os eventos regionais (WTRs) e promoveu encontros entre os integrantes dos 27 PoPs em dois grandes eventos da organização, o WRNP e o SCI. “Foi um momento para os eles trocarem experiências, estabelecerem parcerias e trabalhos conjuntos. Geramos diversas ideias promissoras nesses encontros”, destacou o coordenador nacional dos PoPs, Mário Meyer. Além disso, os PoPs começaram a ser incluídos nas ações de comunicação interna da RNP, a participar de processos corporativos e a estabelecer suas prioridades, de acordo com alinhamento estratégico e os objetivos da organização.

No ano passado, o Programa de Excelência executou o projeto piloto em três Pontos de Presença: Alagoas, Paraná e Rio Grande do Norte. O critério de escolha foi a diversidade. Estava prevista a avaliação desses três locais pelo seu nível de excelência em seis critérios. Contudo, essa avaliação foi realizada nos 27 Pontos de Presença e o resultado será um momento de feedback, apresentando ações e direcionadores para cada unidade melhorar sua nota. “O resultado superou ligeiramente nossas expectativas. Vamos apresentar a avaliação dos três PoPs pilotos no Relatório de Gestão, mas a avaliação de todos os pontos foi fundamental para entendermos as especificidades de cada unidade”, completou Meyer.

Outra medida prevista para 2014 era a integração dos PoPs à Comunidade Acadêmica Federada (CAFe). Contudo, durante a realização dessa etapa, notou-se que seria necessário fazer a arquitetura de uma integração da base de usuários locais da CAFe com a da RNP, fundamental para a inserção dos Pontos de Presença. “Foi necessário um trabalho de seis meses, em parceria com a Gerência de Tecnologia da Informação (GTI) e a Diretoria-Adjunta de Gestão de Serviços (DAGSer) da RNP, para criar uma arquitetura e encontrar modo ideal de integrar as bases de dados”, explicou o coordenador. A meta é implementar esse projeto e disponibilizar o acesso à CAFe ao eduroam ainda em 2015.

Um dos grandes desafios foi a seleção de dois profissionais, em regime celetista, para cada um dos três PoPs participantes do projeto piloto. Segundo Meyer, eles se depararam com dificuldades na contratação de mão de obra que não estavam previstas, como o desafio de selecionar candidatos no Paraná, devido à grande oferta de emprego na área de Telecomunicações no estado. “Essa experiência nos mostrou que precisamos estar preparados para nos adaptar às regionalidades de cada um dos 27 Pontos de Presença. Esse será um grande desafio para 2015”, ressaltou.

Apesar dos percalços, o trabalho da RNP para se aproximar os PoPs está sendo bem avaliado. O coordenador administrativo do PoP de Alagoas, Georginei Neri, ressalta a importância desse processo. “O Programa de Excelência está contribuindo muito para o cenário nacional dos Pontos de Presença. Agora, temos uma ligação direta com a RNP. Isso claramente nos trouxe um ganho na qualidade dos serviços, dos projetos e na infraestrutura. Aqui em Alagoas, tivemos um ganho considerável ao nos tornarmos porta-vozes da RNP junto às instituições clientes do estado”, destacou Georginei.

Este ano será de muito trabalho e novas conquistas para o Programa de Excelência dos PoPs. Está prevista a aprovação da nova identidade visual única para todos os Pontos de Presença, em sintonia com a marca da RNP. Ela estará presente no ambiente de trabalho, em materiais impressos e websites.

Outro esforço importante será a reformulação do instrumento jurídico com as instituições abrigo, já usada há muitos anos. O objetivo é atualizar os compromissos assumidos nessas parcerias, alinhando estes às necessidades e novas demandas da RNP. Ainda em 2015, será finalizado o modelo de referência para os Pontos de Presença, documento que define o papel do PoP, sua missão, a composição da equipe, seus processos e as formas de gestão.